Atenção
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 997

Sangue e sexo

Título: Sangue e sexo
Autor(es): M. I. P. Gasperini
Ano: 1999
Periódico: Revista Brasileira de Sexualidade Humana
Volume: 10
Número: 2
Páginas: 155-164
Tipo de Artigo: Trabalhos de Atualização e Opinativos
ISSN: 0103-6122
Língua: Portuguese

Resumo: No momento em que o homem se diferencia e ensaia perguntas sobre si mesmo, percebe que o sangue é um elemento fundamental de vida a que está presente em momentos importantes de sua existência, como no seu nascimento e, muitas vezes, na sua morte. Torna-se, então, elemento vitalizante e sagrado ao homem a passa a fazer parte de rituais mágicos e de relacionamento com deuses a espíritos. Na índia o fluido sagrado era chamado ‘Soma’ e os padres bebiam-no em cerimônias de sacrifício. Os faraós egípcios tornavam-se divindades ingerindo o sangue de Isis. Entre os cristãos o sangue de Jesus é a forma mais elevada de amor e ele próprio deu seu sangue para a remissão dos pecados da humanidade. (resumo indisponível, trecho do artigo).

Entrar