Atenção
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 997

O êxtase do tempo vivido: um estudo da sexualidade feminina na terceira idade

Título: O êxtase do tempo vivido: um estudo da sexualidade feminina na terceira idade
Autor(es): M. A. d. T. Bruns and M. G. d. Almeida
Ano: 1994
Periódico: Revista Brasileira de Sexualidade Humana
Volume: 5
Número: 1
Páginas: 63-81
Tipo de Artigo: Trabalhos de Pesquisa
ISSN: 0103-6122
Palavras-chave: sexualidade na terceira idade; envelhecimento; autenticidade; identidade profissional; third age sexuality; aging; authenticity; professional identity
Língua: Portuguese

Resumo: O objetivo deste estudo foi compreender o modo de ser de algumas mulheres que expressam que viver prazerosamente aos 60, 70 anos de tempo vivido, é uma das possibilidades do ser humano. Isso ocorreu na interface com a sexualidade, a qual evidencia o modo que a pessoa vivencia sua temporalidade, o que envolve o como lidar com o envelhecimento. Sob a perspectiva fenomenológica analisamos os discursos dessas mulheres. As convergências entre eles permitiu-nos desmitificar preconceitos e estigmas em relação a realização sexual da mulher após a menopausa. Evidenciou também que: a ênfase na criatividade e autenticidade; a perda de: medo, inibição e constrangimento; a realização sexual e profissional possibilitam o processo de vir a ser mulher. ; The objective of this study was to understand the way of being of some women who expressed that one of the possibilities of the human being is to live joyfully at 60 and 70 years of lived time. This occurs at the interface with sexuality which evidences the way a person experiences his temporality that involves how he handles aging. Under the phenomenological perspective we analyzed the discourses of these women. The convergence in their discourses permitted us to demystify preconcepts and stigmas in relation to the sexual realization of women after menopause. Evidenced also were: an emphasis on creativity and authenticity, the loss of fear and inhibition. The sexual and profession- al realizations permitted the process of being a woman.

Entrar