Atenção
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 997

Identidade masculina: paradoxos na sexualidade

Título: Identidade masculina: paradoxos na sexualidade
Autor(es): O. M. Rodrigues Jr.
Ano: 1996
Periódico: Revista Brasileira de Sexualidade Humana
Volume: 7
Número: ned1
Páginas: 84-93
Tipo de Artigo: Edição Especial
ISSN: 0103-6122
Língua: Portuguese

Resumo: O estudo da identidade masculina somente foi iniciado recente- mente. Com os movimentos feministas deste início de século, a identidade feminina tem relatada, discutida e apresentada em muitos estudos e pesquisas, em especial desde a década de 60. Propomo-nos a sumariar alguns termos que conduza o leitor a refle- tir sobre a identidade masculina. em especial associada à sexualidade masculina. A identidade de gênero deve implicar na identidade pessoal e nos gêneros criados, masculino e feminino. Sorj (1992) refere o conceito de gênero envolvendo duas dimensões. A primeira compreende a idéia que o equipamento biológico sexual inato não dá conta da explicação do comportamento diferenciado masculino e feminino observado na sociedade. Diferentemente do sexo, o gênero é um produto social, aprendido, representado, institucionalizado e transmitido ao longo das gerações. A segunda dimensão envolve a noção de que o poder é distribuído de maneira desigual entre os sexos, cabendo às mulheres uma posição subalterna na organização da vida social. Sorj (1992) aponta para a universalidade da categoria de gênero, a qual pressupõe uma experiência comum das mulheres, generalizável a partir da vivência de gênero e coletivamente compartilhada através das culturas e da história. Este seria um elemento central na construção teórica do feminismo. (resumo indisponível, trecho do artigo).

Entrar