Atenção
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 997

Ideais de gênero em transição: um olhar a partir do feminino

Título: Ideais de gênero em transição: um olhar a partir do feminino
Autor(es): M. Ghetler
Ano: 2014
Periódico: Revista Brasileira de Sexualidade Humana
Volume: 25
Número: 2
Páginas: 81-93
Tipo de Artigo: Artigos Opinativos e de Atualização
ISSN: 2236-0530
Palavras-chave: gênero; feminilidade; Brasil; relacionamentos; pós-modernidade; gender; femininity; Brazil; relationships; post-modernity
Língua: Portuguese

Resumo: O presente estudo almeja perceber a visão feminina sobre a transição de ideais de gênero na relação dialética entre a vivência e a construção da transição, e entender como a feminilidade e masculinidade hegemônicas se relacionam, assim como suas decorrências nas possibilidades de ser e as relações que estabelecem. Fizemos um estudo histórico e transcultural sobre o feminino chegando até os dias atuais. Então, elaboramos um questionário qualitativo e aplicamos em pessoas que se consideram do gênero feminino de diferentes regiões brasileiras, idades, identidades sexuais e de gênero além de religiões e profissões diversas. Percebemos então que a feminilidade está passando realmente por um processo de transição pelo relato das próprias entrevistadas, seja vivendo-a ou lutando pelos seus direitos. Também fica clara a transição que os ideais de gênero estão passando, migrando para uma igualdade de gênero em que cada pessoa possa exercê-la da forma que quiser. / This study intends on understanding the feminine point of view of transitioning gender ideals by the dialectic relationship between living and the construction of change and getting to know how hegemonic femininity and masculinity relate, as well as their roles in possibilities of being and the establishment of bonds. We have done a historical and transcultural study to better understand feminine roles. Then we applied a qualitative questionnaire to people who considered themselves women in different Brazilian regions, with various ages, biological genders and sexualities, as well as religions and professions. This study shows that femininity is really passing through a period of transition noticed by our subjects, whether by living it or struggling for their rights. It is also clearly understood that gender roles as a whole are changing, and freeing each and every one to live gender as it pleases.

Entrar