Atenção
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 997

Desejo sexual hipoativo e transtorno do pânico

Título: Desejo sexual hipoativo e transtorno do pânico
Autor(es): L. Gama, M. d. C. A. Silva and P. R. B. Canella
Ano: 2004
Periódico: Revista Brasileira de Sexualidade Humana
Volume: 15
Número: 1
Páginas: 87-100
Tipo de Artigo: Trabalhos de Pesquisa
ISSN: 0103-6122
Palavras-chave: transtorno de desejo sexual hipoativo; transtorno de pânico; sexualidade; hypoactive sexual desire disorder; panic disorder; sexuality
Língua: Portuguese

Resumo: Diversos autores chamam a atenção para a correlação entre disfunções sexuais e ansiedade. Kaplan (1983) admite que a ansiedade é o pano de fundo de todas as disfunções sexuais, e que quanto mais severa, mais intensamente bloqueará a resposta sexual, atingindo desse modo o desejo, como forma de impedimento maior para que qualquer outra fase se desenvolva. O Transtorno de Pânico (TP) é considerado, pela Organização Mundial de Saúde, em sua décima classificação internacional de doenças, (CID 10, (1993)), como uma das formas mais frequentes de ansiedade. A partir destes dados procuramos relacionar o Transtorno de Pânico ao Transtorno de Desejo Sexual Hipoativo (TDSH). Participaram desta pesquisa 26 pacientes, homens e mulheres, que procuraram espontaneamente atendimento ambulatorial em psiquiatria no Hospital Municipal Lourenço Jorge e no Hospital da Santa Casa de Misericórdia, ambos situados na cidade do Rio de Janeiro. Obrigatoriamente estes pacientes satisfizeram os critérios diagnósticos do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, Texto Revisado (DSM-IV-TR, (2002)), para TP com ou sem Agorafobia. Os pacientes responderam a um questionário de auto-avaliação extraído e modificado de Masters, Johnson & Kolodny, (1997) que pretende avaliar a freqüência de redução do desejo sexual nesta população de pacientes. A análise estatística foi realizada através dos testes de Wilcoxon e U de Mann-Whitney e indicam, a existência de uma associação estatisticamente significativa, entre TP com ou sem Agorafobia e TDSH(como definido pelo DSM-IV-TR, (2002). ; The correlation between sexual dysfunctions and anxiety has been signalized by countless authors. Kaplan (1983) suggests that anxiety is the background of all sexual dysfunctions, and that the harsher it is, the more it blocks up sexual response, directly affecting desire, and thus hindering any further step. In World Health Organization s tenth international classification of diseases (ICD-10, (1993)), Panic Disorder is considered to be one of the most frequent forms of anxiety. Grounded on these data, we tried to relate Panic Disorder to the Hypoactive Sexual Desire Disorder. Twenty-six patients have participated in the present research, males and females who have spontaneously sought for psychiatric attendance in Hospital Municipal Lourenço Jorge and in Santa Casa de Misericórdia, both located in the city of Rio de Janeiro. All these patients have necessarily satisfied the diagnostic criteria of the Diagnostic and Statistic Manual of Mental Disorders, Revised Text (DSM-IV-RT, (2002)), for Panic Disorder, accompanied or not by Agoraphobia. A self-assessment questionnaire by Masters, Johnson & Kolodny (1997), adapted by the author, was applied to the patients, to verify the frequency desire decrease among them. Statistic analysis has been carried out through the application of tests by Wilcoxon and U by Mann-Whitney, and indicates the existence of a statistically significant association between Panic Disorder, accompanied or not by Agoraphobia, and Hypoactive Sexual Desire Disorder (as depicted by DSM-IV-RT, (2002).

Entrar