Atenção
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 997

Crítica ao modelo interacionista da identidade de gênero

Título: Crítica ao modelo interacionista da identidade de gênero
Autor(es): R. L. B. D. Moreira
Ano: 1995
Periódico: Revista Brasileira de Sexualidade Humana
Volume: 6
Número: 2
Páginas: 210-217
Tipo de Artigo: Trabalhos de Atualização e Opinativos
ISSN: 0103-6122
Língua: Portuguese

Resumo: O autor pretende repensar a teoria interacionista de John Money sobre Identidade de Gênero, a partir dos novos concertos advindos das teorias feministas e das teorias da psicossociologia. O autor situa a teoria de Money dentro da doutrina funcionalista, considerando-a, neste sentido, fixa em seus pressupostos, e com objetivos normativos. Considera ainda que a pesquisa original (que deu origem a toda teoria interacionista) não possui validade científica capaz de generalização, tal como vem ocorrendo, a partir dela até nossos dias. A proposta final do artigo é sugerir reformulação a complementação aos concertos de identidade de gênero, compatíveis com as mudanças sociais advindas da pós-modernidade.

Entrar