Atenção
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 997

A sexualidade adulta: um estudo sobre a atuação do(a) Psicólogo(a). Desafios e Contradições

Título: A sexualidade adulta: um estudo sobre a atuação do(a) Psicólogo(a). Desafios e Contradições
Autor(es): E. R. Mariussi and S. C. Vermelho
Ano: 2014
Periódico: Revista Brasileira de Sexualidade Humana
Volume: 25
Número: 2
Páginas: 67-76
Tipo de Artigo: Trabalhos de Pesquisa
ISSN: 2236-0530
Palavras-chave: educação sexual; sexualidade; disfunção sexual feminine; sex education; sexuality; female sexual dysfunction
Língua: Portuguese

Resumo: Esta pesquisa teve por objetivo analisar o tema da sexualidade na formação do psicólogo no Brasil. A pesquisa de campo ocorreu em dois momentos: primeiro, a realização de um curso de formação continuada para que o psicólogo pudesse trabalhar com as queixas de disfunções sexuais femininas dentro do seu consultório. Participaram dessa etapa cinco profissionais que atuavam em clínica. Após o curso, houve o acompanhamento delas com supervisão para auxiliar no emprego do conteúdo aprendido durante o curso, além de orientações para sanar as dificuldades que poderiam ocorrer. Ao final de dois meses de acompanhamento, elas declararam não se sentirem aptas para atender problemas sexuais. Na segunda etapa, foi realizada entrevista em profundidade com uma dessas psicólogas com a técnica “História de vida”, para investigar possíveis relações entre as dificuldades encontradas na clínica e experiências durante a infância e adolescência. Os resultados nos permitiram considerar que a falta de educação sexual em casa e no âmbito escolar, somada às experiências pessoais frustradas e parceiros sem habilidades sexuais, acabou por reforçar as dificuldades e o despreparo da profissional para atuar nessa área com seus pacientes. / This research aimed to analyze the theme of sexuality in the formation of the psychologist in Brazil. The field research took place in two stages: first, a course on the complaints of female sexual dysfunction to work in the office. At this stage participated five professionals working in the clinic. After the course, they were supervised and guided by six months to assist in the use of content, solve doubts or difficulties. After this period, they said they did not feel able to meet sexual problems. In the second stage, interview was conducted with one of these psychologists with the technique of “Life Story”, to investigate possible links between difficulties encountered in practice and their experiences during childhood and adolescence. The results allowed us to consider that sex education deficiency at home and at school, plus the frustrated personal experiences and partners without sexual abilities, reinforced the difficulties and the lack of preparation of professional about sexuality with their patients.

Entrar