Atenção
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 997

A psicologia do relacionamento amoroso

Título: A psicologia do relacionamento amoroso
Autor(es): A. L. S. Paterniani
Ano: 1996
Periódico: Revista Brasileira de Sexualidade Humana
Volume: 7
Número: 1
Páginas: 52-64
Tipo de Artigo: Trabalhos de Atualização e Opinativos
ISSN: 0103-6122
Língua: Portuguese

Resumo: O interesse em estudar os aspectos psicológicos que permeiam as relações amorosas vem da verificação de que há pouco sobre o assunto em termos de literatura científica. Existem muitos trabalhos sobre a resposta sexual orgânica mas poucos enfocando a resposta sexual como experiência subjetiva. Essa abordagem biológica é insuficiente para o entendimento da sexualidade humana.” A sexualidade realiza-se na corporeidade em completa sintonia com o psiquismo” (Caridade, 1995). Poetas e filósofos há muito escrevem sobre o amor. Mais recente- mente sociólogos e psicólogos têm demonstrado interesse em procurar respostas e algumas questões intrigantes. Os aspectos psicológicos seriam fatores importantes da experiência sexual? Explicariam como se dá a seleção do parceiro sexual e a intensidade do desejo sexual de cada um? Seriam possivelmente causas de sucesso ou fracasso de um relacionamento amoroso? Turkenicz (1995), psicanalista, considera a relação de casal um “concentrado de vida psíquica” e portanto um espaço privilegiado para o estudo das experiências amorosas, do ponto de vista psicológico. (resumo indisponível, trecho do artigo).

Entrar