Sexualidade e cidadania

Título: Sexualidade e cidadania
Autor(es): S. A. d. O. C. Martinez
Ano: 1997
Periódico: Revista Brasileira de Sexualidade Humana
Volume: 8
Número: 1
Páginas: 97-103
Tipo de Artigo: Trabalhos de Atualização e Opinativos
ISSN: 0103-6122
Língua: Portuguese

Resumo: Na prática clínica diária, ou no processo de implantação de projetos em saúde pública; como coordenadora do PAISM (Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher - SUS 4 SP), prestando serviços à Coordenadoria Especial da Mulher (Secretaria de Negócios Extraordinários, gabinete da Prefeitura Municipal de São Paulo); envolvida com estratégias de impacto epidemiológico no projeto do Instituto da Mulher (Grupo de Tarefas Especiais do Grupo Gerente de Hospitais no gabinete da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo); ou envolvida em projetos que lidam com sexualidade entre adolescentes (SAIA-SP, PAIAOP Ouro Preto-MG); nos depararmos invariavelmente com vários níveis de dificuldade. Num primeiro nível; uma frequente causa de resistência entre pais, adolescentes, profissionais das áreas de saúde a educação bem como em todas as instâncias institucionais; estão algumas divergências conceituais que envolvem a Filosofia, a Ontologia, a Cosmologia e a Ética. Em nome de uma clareza que se faz necessária e que frequente- mente se encontra no óbvio; correndo o risco de ser redundante devemos percorrer alguns destes pontos de divergência. Sabemos o quanto estes projetos envolvem a especificidade da condição feminina e as contradições inerentes a sua sexualidade, com inserções políticas, legais e socioeconômicas. Tentaremos apontar alguns pontos conceituais obscuros, contaminados por interesses epocais, políticos, etc. (resumo indisponível, trecho do artigo).

Entrar