Por que elas fingem o prazer?

Título: Por que elas fingem o prazer?
Autor(es): M. L. M. d. Araújo
Ano: 2005
Periódico: Revista Brasileira de Sexualidade Humana
Volume: 16
Número: 1
Páginas: 67-72
Tipo de Artigo: Trabalhos de Congresso
ISSN: 0103-6122
Palavras-chave: orgasmo feminino; cultura e sexualidade; crenças; female orgasmo; culture; sexuality beliefs
Língua: Portuguese

Resumo: O orgasmo tem sido uma das sensações mais valorizadas pelas mulheres na atualidade. A tradição cultural não valorizou o orgasmo feminino até meados do século XX quando, em função de movimentos que já vinham sendo fermentados há décadas, surgiu a contracultura nos anos 60, tendo uma das suas vertentes o movimento feminista. Uma das reivindicações deste movimento foi o direito ao prazer, desvinculado da procriação. O orgasmo passou, então a ser meta valorizada pelas mulheres. Porém, nem todas o vivenciam e muitas simulam-no por diversas razões. Este trabalho procura discutir a ligação entre o orgasmo feminino,  a cultura e uma das formas que as mulheres utilizam para reduzir o conflito entre o comportamento valorizado socialmente, que se tornou símbolo da funcionalidade  sexual feminina, e as suas reais sensações, que muitas vezes e por diversas razões, não inclui o orgasmo. ; Nowadays  orgasm has been one of the most valued needs by women. Occidental cultural tradition not value female orgasm until the middle of the twentieth century, about the sixties, when aroused the counter culture movement which included feminism.  Right to the pleasure was one of the vindications of this movement besides sex without  procreation. Orgasm became the valued aim by the women. But it isn't true that every woman achieves orgasm and some women fakes it for different reasons. This paper intends to discuss the link among female orgasm, the culture and the way that women use to reduce the conflict  between the valued social behavior, symbol of female functionality and their real feeling that sometimes does not include orgasm.

Entrar