O mutismo e o dialógico na orientação/educação sexual

Título: O mutismo e o dialógico na orientação/educação sexual
Autor(es): Y. M. A. Portela
Ano: 2015
Periódico: Revista Brasileira de Sexualidade Humana
Volume: 26
Número: 2
Páginas: 95-101
Tipo de Artigo: Trabalhos de Congresso
ISSN: 2236-0530
Palavras-chave: escolas; orientação sexual; parâmetros curriculares nacionais; schools; sexual orientation; national curriculum standards

Língua: Portuguese

Resumo: O presente artigo tem um caráter conclusivo baseado na pesquisa realizada em escolas públicas e privadas no município do Rio de Janeiro, a partir do ano de 2013, fruto da tese de doutorado em ciência da educação pela Universidade Nacional de Rosário, na Argentina. Para tanto, foi necessário percorrer uma trajetória com base semântica, histórica, social, política e psicológica sobre a educação e a sexualidade. A orientação sexual é definida através dos Parâmetros Curriculares Nacionais (1998), em seu caderno Orientação Sexual. Com a pesquisa de campo nas escolas, percebeu-se que os profissionais de educação -– gestores e professores, em sua grande maioria -– afirmaram saber o que é orientação sexual, entretanto, somente uma pequena parte destes tem uma visão mais pluralista e ampla da sexualidade em relação ao processo educacional com um todo. Apesar de serem a favor da orientação sexual, ressaltam a falta de preparo na sua formação profissional para a sua efetivação. Assim, os resultados apontaram que as escolas estudadas tendem a lidar com o tema sexualidade ainda com mutismo. A situação atual da orientação sexual nas escolas do município do Rio de Janeiro expõe uma realidade educacional que necessita passar por um trabalho de transformação rumo ao processo de democratização. Ademais, percebe-se o quanto o Brasil ainda precisa evoluir em seu processo educacional, para melhor se adequar às demandas ideológicas mundiais no que diz respeito à abertura à diversidade cultural e à educação voltada para a cidadania. Acredita-se que, com o investimento do Ministério da Educação e o empenho de profissionais especializados, inclusive da área de educação, uma política real de ação de implementação da orientação sexual nas escolas brasileiras possa ser desenvolvida, reduzindo os problemas de saúde sexual e, como consequência, os problemas de ordem social como um todo. / The present article has a conclusive character based on the research made in public and private schools in the city of Rio de Janeiro, from the year 2013, result of the doctoral thesis on science education by Universidade Nacional do Rosário, in Argentina. Therefore, it was necessary to traverse a trajectory with semantics, historical, social, political and psychological basis about education and sexuality. Sexual Orientation is defined through the PCNs, National Curriculum Parameters / National Curriculum Standards (Parâmetros Curriculares Nacionais) 1998, in its Sexual Orientation section. With the field researches at the schools, it was perceived that the professionals of education – heads and teachers, in the great majority – affirmed to know what sexual orientation is, however, only a small portion of them have a pluralist and wide view of sexuality in relation to the educational process as whole. Despite being in favor of sexual orientation, they highlight the lack of preparation on their professional qualification for its effectiveness. Thus, the results indicate that the studied/analyzed schools tend to deal with the matter of sexuality still with mutism. The current situation of sexual orientation in schools of the city of Rio de Janeiro exposes an education reality that needs to go through a transformation word towards the process of democratization. Moreover, it is noticed how much Brazil still needs to evolve in its educational process, to suit better to the global ideological demands concerning the openness to the cultural diversity and the education facing citizenship. It is believed that, with the investment of the Ministry of Education (Ministério da Educação) and the effort of specialized professionals, including from the area of education, a real policy of action implementation of the sexual orientation in Brazilian schools can be developed, reducing sexual health issues and, as a consequence, social order issues as a whole.

Entrar