Individuals presenting without partners at a sexual dysfunction clinic: psychological and physical morbidity and treatment offered

Título: Individuals presenting without partners at a sexual dysfunction clinic: psychological and physical morbidity and treatment offered
Autor(es): O. M. Rodrigues Jr.
Ano: 1992
Periódico: Revista Brasileira de Sexualidade Humana
Volume: 3
Número: 1
Páginas: 123-125
Tipo de Artigo: Resumo Comentado
ISSN: 0103-6122
Língua: Portuguese

Resumo: Os autores apontam para a pouca descrição, na literatura, de pacientes que procuram tratamento para disfunções sexuais, sem ter uma parceira sexual. Foram estudados 48 pacientes consecutivos em um período de dois anos (19% dos pacientes) que não se apresentaram para o tratamento com suas parceiras. Porém tinham parceira sexual regular 71% dos pacientes. Os pacientes passaram por entrevista detalhada e avaliação orgânica, avaliação psiquiátrica, Questionário de Saúde Geral (Goldberg e Hillier, 1979), Escala para Ansiedade de Depressão de Leeds (Snaith e cols., 1976). A idade dos homens (67%) variou de 20 a 62 anos e das mulheres (33%) de 18 a 52 anos, não diferindo dos outros pacientes que procuraram a clínica em casal. Não havia diferença de classe social entre os homens e as mulheres que procuraram o tratamento sem a parceira sexual, ou daqueles que o fazem com suas parceiras. A maioria dos pacientes foi referida por clínicos gerais (58%), ginecologistas (10%), psiquiatras (6%) e médicos de hospitais (8%). Entre os homens, 69% queixavam-se de disfunção erétil e 22% de ejaculação prematura; entre as mulheres, 44% queixavam-se de disfunção orgásmica e 31% de inadequação quanto ao desejo sexual. 0 problema sexual durou mais nas mulheres (9 anos) que nos homens (5 anos). A motivação das mulheres sem parceria sexual, com queixa do desejo sexual, aparentou ser maior do que aquelas com parceria sexual (que tinham mais motivação com queixa de vaginismo). .(resumo indisponível, trecho do artigo).

Entrar