Editorial RBSH 18(1) 2007

Título: Editorial RBSH 18(1) 2007
Autor(es): M. A. R. Caridade
Ano: 2007
Periódico: Revista Brasileira de Sexualidade Humana
Volume: 18
Número: 1
Páginas: 21-24
Tipo de Artigo: Editorial
ISSN: 0103-6122
Língua: Portuguese

Resumo: É grande o prazer de apresentar-lhes esta edição especial de dois números da RBSH, revista oficial da SBRASH (Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana). Os artigos que compõem estes números, expressam parte da produção científica trazida por diversos colaboradores, ao XI CONGRESSO BRASILEIRO DE SEXUALIDADE, realizado em Recife entre 15 e 17 de outubro de 2007. Um tempo de recíprocos crescimentos que valeu a pena registrar, escrever, para melhor partilhar com os demais. Amor e saber, a gente deve mesmo partilhar. Se não, para que serviriam? A Revista torna-se assim um Portal para nossas comunicações e contribuições. São múltiplos os olhares sobre o sujeito sexual em seu devir, em sua luta pelo direito de ser feliz. Os palestrantes contemplaram temáticas diversas desde a autoimagem e o peso disso sobre o exercício da sexualidade, a arte de ressignificar quando as dores do adoecer maltratam a estima e o desejo, até os cuidados com a sexualidade e a promoção da saúde. As transformações pelas quais passa a família contemporânea e nosso modo de lidar com a tramitação das relações nesses novos grupos, tematiza outro conjunto de reflexões e produções. A Educação Sexual é pensada não só nos seus aspectos formais, mas também nos espaços informais do cotidiano de crianças, adolescentes e adultos. Educação não apenas nas Escolas, mas aquela educação que faz entender que é preciso cuidar bem de si, do outro e da vida para melhor amar. Outros autores debruçaram-se sobre preconceitos que ainda se aninham em nossa sociedade aparentemente evoluída, informatizada, globalizada, mas atrasada. A homofobia é sua marca, e persiste como uma praga. Estudiosos a denunciam como traço inconcebível na atualidade evoluída, mas ainda incapaz de acolher a diferença. Muito pertinentes são também as contribuições oferecidas à Clínica nos seus aspectos bio-psico-sociais a nível particular ou ambulatorial. Questionamentos são levantados acerca da produtividade e sua relação com a sexualidade.Entre o stress e a satisfação onde se aninhará o bem estar sexual do sujeito sexual contemporâneo? Embora apenas 1 texto tenha sido escrito especialmente para este contexto, chamo atenção para um momento especial de reflexão neste Congresso: a Mesa dos Amores Especiais, contou com pessoas especiais para nela manifestarem-se. Não mais falamos por eles, eles nos falaram de si, cada um a seu modo, em sua peculiar experiência. Que o esforço dos colaboradores da revista nos ajude a ser melhores profissionais, cidadãos mais éticos e apaixonados pela causa que estudamos. Agradeço com especial deferência o esforço das pessoas em produzirem seus textos dentro das normas da RBSH, baseados nas da ABNT, pois com isso aprimoram seus conhecimentos e garantem à Revista crescente credibilidade nos meios acadêmicos. Um abraço particularmente afetuoso a cada um, colaboradores e leitores.

Entrar