Climatério: mulheres em fase

 

Título: Climatério: mulheres em fase
Autor(es): P. A. S. S. Valle, J. R. P. Lima, T. F. Carvalho, L. O. Soares, G. A. Araújo, I. D. S. Lemos, C. G. C. d. Silva, A. Q. Julião and M. S. Assunção.
Ano: 2016
Periódico: Revista Brasileira de Sexualidade Humana
Volume: 27
Número: 2
Páginas: 9-15
Tipo de Artigo: Trabalhos de Pesquisa
ISSN: 2236-0530
Palavras-chave: sexualidade; climatério; menopausa; sexuality; climacteric; menopause
Língua: Portuguese

Resumo: Entendemos que a sexualidade é parte inerente do ser humano: está presente em todas as fases do ciclo vital sem que sua potencialidade seja afetada. Afinal, não está reduzida ao ato sexual, mas vai muito além das percepções puramente físicas. Em razão da falta de espaços para as mulheres climatéricas e menopausadas discutirem sua sexualidade e aprenderem mais sobre as intensas mudanças em seu corpo e à sua volta, o Programa de Educação Tutorial (PET): Sexua¬lidade e educação sexual realizado no IFRJ campus Realengo (RJ) deu início a um projeto direcio¬nado à comunidade de mulheres católicas no climatério e na menopausa. O objetivo dessa ação foi criar um local para discussão sobre mudanças biopsicossociais inerentes a essa fase e sobre as conquistas de um desenvolvimento ou retomada de sua sexualidade de maneira prazerosa. O estudo foi realizado com cinco mulheres com idade média de 52 anos, da comunidade da igreja católica situada no entorno do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ). O projeto aconteceu sob a forma de oficinas que contaram com a participação de bolsistas do programa PET e de sua tutora, e ainda de professoras do curso de Terapia Ocupa- cional e Fisioterapia. Utilizou-se a técnica de grupo focal para levantamento do perfil das parti¬cipantes. Após a transcrição das informações, foi utilizado o sistema de análise QualiSoft 2015 para analisar os dados. Ao serem questionadas sobre o que o termo sexualidade significava para elas, observou-se que as participantes se referiram à aparência física e autoestima. Observou¬-se o grande significado dado às crenças associadas ao papel da idade, a importância dada à imagem corporal e à beleza física. Quando questionadas sobre alterações no desejo sexual, elas discutiram que o ressecamento vaginal e a diminuição do desejo sexual são um problema. Ficou evidente a importância do grupo para as mulheres, a fim de fortalecê-las quanto à busca de solução dos problemas enfrentados nessa fase, melhorar a autoestima e torná-las sujeitos ativos no cuidado de sua saúde. / We understand that sexuality is an inherent part of the human being at any stage of the life cycle it is present without having affected their intensity. After all, it is not reduced to the sexual act, but goes far beyond the purely physical perceptions. The lack of spaces where climacteric women can discuss their sexuality, learn a little more about the inten¬se changes in your body and your back was that the Tutorial Education Program: Sexuality, sexual educa¬tion located in IFRJ campus Realengo (RJ), establishing a project for the community of Catholic women in climacteric and menopausal phase aiming to create a space and lead a discussion of the biopsychosocial changes inherent to this stage and achievements of development or resumption of their sexuality in a pleasurable way.

 

Entrar