A vivência da gravidez e da maternidade de prostitutas

Título: A vivência da gravidez e da maternidade de prostitutas
Autor(es): M. C. T. d. S. Peres and M. L. C. Romera
Ano: 1999
Periódico: Revista Brasileira de Sexualidade Humana
Volume: 10
Número: 1
Páginas: 119-132
Tipo de Artigo: Trabalhos de Pesquisa
ISSN: 0103-6122
Língua: Portuguese

Resumo: Trata-se do relato de uma investigação sobre os sentidos e significados, manifestos e latentes, compreendidos na motivação e na ação de engravidar de prostitutas, bem como de sua percepção de maternidade. Para isso, foram utilizadas técnicas de entrevista e observação. Foram entrevistadas três prostitutas grávidas e quatro prostitutas que já haviam estado grávidas. Os discursos foram submetidos à análise através do método interpretativo/indiciário. Constatou-se uma grande dificuldade por parte das prostitutas no exercício das funções relacionadas à maternidade. Tal fato encontra explicação na estrutura mental infantil dessas mulheres, sem falar na sua escassez de recursos de simbolização. O significado de corpo para elas parece não transcender a dimensão do orgânico. É visto como um objeto, uma mercadoria, um instrumento de troca. A não convivência com um modelo familiar tradicional parece contribuir, no futuro, para o não estabelecimento do vínculo mãe/filho, justificando a entrega dos filhos aos cuidados de terceiros.

Entrar