A satisfação sexual da mulher adulta

Título: A satisfação sexual da mulher adulta
Autor(es): S. H. T. Furlanetto and O. M. Rodrigues Jr.
Ano: 1996
Periódico: Revista Brasileira de Sexualidade Humana
Volume: 7
Número: 1
Páginas: 131-143
Tipo de Artigo: Trabalhos de Pesquisa
ISSN: 0103-6122
Língua: Portuguese

Resumo: A satisfação sexual de mulheres adultas, embora seja considerada de importância no discurso das próprias mulheres e de suas parceiras sexuais e afetivas, pouco aparece no discurso científico e técnico da psicologia, e mais especificamente nos estudos da sexualidade no Brasil. Os autores buscaram pesquisar as associações de mulheres sobre a cessação das necessidades sexuais, aqui denominada satisfação sexual. Um questionário, desenvolvido a partir de um estudo piloto, foi aplicado a 110 mulheres adultas de 25 a 40 anos com parceria sexual fixa na área metropolitana de São Paulo. Embora os resultados apenas apontem formas cognitivas através das quais as mulheres podem se referir à satisfação sexual, os resultados obtidos são os que necessitam ser considerados para a interação primária sobre o assunto em níveis profissionais. ; O fato mais importante surgido foi a associação de orgasmo e satisfação social, atingindo 80% das pesquisas. O sentir-se atraída sexualmente pelo parceiro apareceu em 74% das paulistanas. Os parceiros carinhosos são importantes para a satisfação sexual em 66% das mulheres e as carícias dos parceiros para 61 %. As fantasias sexuais com o parceiro sexual ocorre em 50% das Mulheres. A satisfação sexual foi referida por 86% das Mulheres pesquisadas, destas 15% não estariam satisfeitas sexualmente sempre. Devemos considerar que apenas as mulheres que responderam o questionário estão sendo consideradas (64%). Mesmo assim, surpreendem um nível alto de satisfação sexual entre as mulheres adultas de São Paulo. ; Although adult female’s sexual satisfaction in considered on importance in females and their partner’s talking, it is not an issue of importance in scientific research among psychologists and sexologists in Brazil. The authors searched to associate sexual satisfaction in adult metropolitan females from 25 to 40 years old with steady sexual partner. A questionnaire was developed from a pilot study and given to 110 women. Results are understood as representatives of women cognitions through which they deal with reality, although may not be reality for all of them. So they shall be considered by health professionals dealing with human sexuality. The most astonishing fact was that orgasm was associated to sexual satisfaction by 80% of the women. To feel sexually attracted by their partner was considered by 74% and caressing partners were important to 66% for their sexual satisfaction. The partners cares was pointed out as important for sexual satisfaction by 61 % of the women and 50% referred sexual fantasies with their own partners to reach sexual satisfaction. Reaching sexual satisfaction was referred by 86% of the women, although 15% of them were not sexually satisfied all the time. We have to consider the fact that only women that answered the questionnaire are stud ied (64% of all questionnaires given). Yet surprisingly there is a high level of sexual satisfaction among the women studied.

 

Entrar