Tamanho de pênis: inquietaçõs masculinas e soluções

Título: Tamanho de pênis: inquietaçõs masculinas e soluções
Autor(es): A. Romero, I. Cavalieri and S. Modenez
Ano: 2007
Periódico: Revista Brasileira de Sexualidade Humana
Volume: 18
Número: 1
Páginas: 71-86
Tipo de Artigo: Trabalhos de Congresso
ISSN: 0103-6122
Palavras-chave: tamanho de pênis; cirurgia; alongamento; ligamento suspensório; engrossamento; penis size; surgery; lengthening; suspensory ligament; enlargement
Língua: Portuguese

Resumo: Na história da humanidade o tamanho do pênis foi considerado pelas diferentes culturas como símbolo de poder e virilidade. Nos anos 60, quando os cirurgiões pediátricos operaram crianças com micropênis ou mal- formações congênitas, lançaram-se as bases do que seria nas décadas seguintes a divulgação de tratamentos para patologias, traumatismos que encurtavam ou afinavam o pênis, ou indivíduos normais que desejavam o aumento em comprimento ou grossura. Este enfoque provocou controvérsia acirrada por posicionamentos contrários ou favoráveis a estes. Neste trabalho, expomos as inquietações e possíveis soluções para os portadores desta entidade. Realizamos uma revisão das opiniões de renomados especialistas que opinaram contrária ou favoravelmente a estes procedimentos. Sabemos que não é um capitulo fechado da medicina, mas apenas o inicio de uma discussão mais abrangente para que os profissionais da área da sexualidade humana possam ao menos, orientar aqueles que têm este sofrimento como fator limitante das suas vidas. ; In the history of human kind the size of penis has been considered as a symbol of power and of manhood. In the sixties pediatric surgeons when operating children having micropenes or having congenital malformations, they gave basis to the spread of treatments for pathologies or traumatisms shortening or reducing penis, or treatments for normal individuals who wanted lengthening or enlargement of their penes. The latter provoked controversy exasperated by contrary or favorable opinions. In this work we exposed the anxieties of those who wanted such treatments and possible solutions for them. We reviewed the opinion of renowned specialists who were against or in favor of these procedures. We know this is not a final chapter in medicine but the beginning of a more including discussion instead so that the professionals in the area of human sexuality at least can guide those patients who feel their lives are limited because of their anxieties.

Entrar