O Documento completo na íntegra está disponível para download no link abaixo:

PDFBaixar PDF

Para visualizar no site, por favor, clique em leia-mais.

1. Acham-se abertas as inscrições do concurso para a obtenção do Título de Especialista em Sexualidade Humana (TESH) pela SBRASH, a ser realizado no Instituto Agronômico-IAC, em Campinas, São Paulo, no dia 20 de Outubro de 2017 às 9hs, durante o XV Congresso Brasileiro de Sexualidade Humana.

2. Estarão dispensados das provas os candidatos que satisfizerem uma das seguintes condições:

a) Possuir título de Mestre, Doutor ou Livre Docente em Sexualidade Humana, reconhecido pelo Ministério da Educação.

b) Possuir o título de Mestre, Doutor ou Livre Docente em outras áreas afins, desde que o trabalho de conclusão ou a tese tenha versado sobre o tema Sexualidade Humana (após avaliação e aceite da comissão julgadora).

c) Possuir notório saber em Sexualidade Humana ─ a critério da Diretoria da SBRASH.

d) em todas as categorias anteriores serão necessários a comprovação de experiência na área por pelo menos dois anos (declaração das instituições onde exercem estas práticas, declaração de supervisor, etc.).

3. O presente EDITAL REVOGA todas as normas de editais anteriores para a concessão e reconhecimento de Título de Especialista em Sexualidade Humana (TESH) conferido pela SBRASH.

4. A inscrição do candidato, automaticamente, leva a subentender que o mesmo tenha conhecimento das normas e condições estabelecidas neste EDITAL e na tácita aceitação das mesmas, não podendo, portanto, alegar desconhecimento.
5. DAS INSCRIÇÕES

5.1. Para candidatar-se à concessão do TESH, os candidatos deverão ser associados da SBRASH e estar em dia com suas obrigações estatutárias.

5.2. Os candidatos deverão escolher, no momento da inscrição, uma das seguintes áreas:
a) Educação Sexual; b) Terapia Sexual; e c) Sexologia Social.

5.2.1. Poderão candidatar-se ao Título de Especialista em Sexualidade Humana na área de Educação Sexual os profissionais de nível superior que disponham de formação pedagógica ou dois anos de experiência na área da educação.

5.2.2. Poderão candidatar-se ao Título de Especialista em Sexualidade Humana na área Terapia Sexual os profissionais com graduação em Medicina ou Psicologia.

5.2.3. Poderão candidatar-se ao Título de Especialista em Sexualidade Humana na área de Sexologia Social os profissionais de nível superior que desenvolvam trabalhos na área social com aderência à Sexualidade Humana.

5.2.4. A comissão examinadora nomeada pela Diretoria da SBRASH, avaliando o currículo do candidato, confirmará a possibilidade dessas opções.

5.2.5. Os candidatos isentos de realizar as provas, portando os títulos de Mestrado, Doutorado ou Livre Docência terão seus TESH concedidos nas respectivas áreas de titulação.

5.3. A taxa do concurso será de R$ 350,00 (inclusive para os isentos de realizar as provas) a ser paga através de depósito na conta do Banco Itaú, Agência 9289, Conta-corrente 05747-4, e comprovante enviado para a SBRASH (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.) até o dia 20 de setembro de 2017.

5.4. Nenhum candidato estará isento da taxa de inscrição, que, uma vez paga, não será devolvida sob qualquer hipótese.

5.5. Para efetivar a inscrição, o candidato deverá enviar por email (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.) até o dia 20 de setembro 2017 a ficha modelo anexa, corretamente preenchida e assinada, acompanhada nos seguintes documentos:

5.5.1. Cópia digitalizada do comprovante de quitação da anuidade de 2017 da SBRASH.

5.5.2. Currículo, comprovando com cópia digitalizada somente dos principais tópicos relacionados às atividades em Sexualidade Humana, inclusive o título de Mestre ou Doutor para os isentos de realizar as provas.

5.5.3. Comprovante digitalizado de experiência de, no mínimo, dois anos em Sexologia (declaração de responsável de departamento de instituição ao qual acompanhou, declaração de supervisor, comprovante de participação de projeto em sexualidade, etc.)

5.6. Os documentos não serão aceitos de nenhuma outra forma, tampouco se fará inscrições pendentes de comprovação de documentos.

5.7. A inscrição somente será válida se estiver acompanhada de toda a documentação exigida.

5.8. A não integralização dos procedimentos de inscrição nos prazos estabelecidos no artigo 5.5 do presente EDITAL implica em DESISTÊNCIA do candidato e sua consequente ELIMINAÇÃO do Concurso.

6. DAS PROVAS

6.1. As provas do concurso a que refere o artigo 1º deste EDITAL terão duração de 3 horas a partir do horário de início.

6.2. As provas compreendem:

6.2.1. Prova escrita constando de 50 questões de múltipla escolha (peso 4), sendo 25 questões sobre temas gerais em Sexologia, e 25 sobre temas das respectivas áreas de inscrição do candidato.

6.2.2. Prova de Títulos (peso 3): análise do currículo.

6.2.3. Prova teórico-prática (peso 3): discussão de um caso clínico ou situação-problema de acordo com cada uma das áreas da sexologia em que o candidato estiver inscrito.

6.3. Serão considerados aprovados os candidatos que obtiverem 70 (setenta) ou mais pontos na média ponderada das notas obtidas nas provas.

6.4. A Diretoria da SBRASH emitirá, para os aprovados, o título de especialista em Sexualidade Humana a ser enviado por correio no prazo de 60 dias.

6.5. DAS NECESSIDADES ESPECIAIS: Os (as) candidatos (as) com necessidades especiais e gravidez diagnosticada à época da inscrição devem informar suas condições no requerimento a fim de que a Comissão possa providenciar as condições adequadas para a realização das provas. No caso de gravidez diagnosticada após o término do período de inscrição a candidata deve comunicar o ocorrido à Comissão por email (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.).

6.6. As questões das avaliações de conhecimentos versarão sobre os seguintes temas:

TEMAS PARA A PROVA GERAL

  • Perspectiva histórica da sexualidade humana
  • Sexualidade humana ao longo vida: criança, adolescente, adulto jovem, meia idade e terceira idade.
  • Conceitos: sexo, sexualidade, orientação sexual, gênero, identidade de gênero, etc.
  • Diversidade sexual
  • Direitos Sexuais e Reprodutivos
  • Ética e sexualidade
  • Promoção de Saúde e Prevenção para HIV/AIDS e DSTs
  • Teoria Queer
  • Mudanças no DSM-V
  • Anatomia e fisiologia das estruturas sexuais humanas
  • Disfunções Sexuais

TEMAS PARA EDUCAÇÃO SEXUAL

Conceitos-chaves das Orientações técnicas de educação em sexualidade para o cenário brasileiro da UNESCO
Lei de Diretrizes e Bases da educação (LDB/9394/1996/ atualizada em 2014)

  • PCNs
  • Identidades e Relações de gênero
  • Normas e desvios em sexualidade
  • Direitos sexuais e reprodutivos
  • Educação sexual nas diversas fases da vida
  • Educação Infantil
  • Corpo, sexo e sexualidade na educação
  • Gravidez na adolescência e aborto legal
  • Diversidade sexual
  • Direitos Humanos, gênero e empoderamento
  • Prevenção de abuso e violência sexual
  • Bulliyng, Homofobia e preconceito sexual na educação
  • Masturbação
  • Plano de Intervenção em educação em sexualidade
  • História critica da Sexualidade e movimentos sociais da sexualidade
  • Historia nacional da educação sexual
  • Sexualidade e religião
  • Educação sexual e novas tecnologias
  • Novos caminhos e possibilidades de uma nova educação sexual
  • HIV/AIDS e DSTs e Sexualidade
  • Sexualidade e meios de comunicação
  • Material didático disponível
  • TEMAS PARA SEXOLOGIA SOCIAL
  • Taxa de Fecundidade/Taxa de Natalidade/Taxa de Crescimento Demográfico/ Controle da Natalidade
  • Impacto do feminismo nos estudos de gênero
  • Os estudos sobre masculinidade
  • Sexualidade e religião: diálogos possíveis
  • Estudos antropológicos sobre gênero e sexualidade
  • Movimentos sociais e a criação de novas identidades sexuais
  • Uniões entre pessoas do mesmo sexo: os pontos de vista da psicologia e do direito
  • Homoafetividade
  • Impasses e contribuições da teoria queer para o estudo da sexualidade e do gênero
  • Aspectos Éticos da Transgenitalização
  • Saúde Sexual
  • Saúde Reprodutiva
  • Planejamento Familiar
  • Questões relacionadas ao aborto (aspectos éticos).
  • HIV/AIDS e DSTs, comportamento preventivo e iniciativas sociais relacionadas ao tema.
  • Abuso, violência e exploração Sexual
  • Erotismo e Pornografia nas Mídias Sociais
  • Sexualidade na era digital, sexo virtual, sexualidade nas redes sociais.
  • Meios de Comunicação de Massa e suas Influências na Sexualidade
  • Doenças sexualmente transmissíveis e prevenção.
  • Sexismo, homofobia, lesbofobia, transfobia e outras formas de violência.
  • TEMAS DE TERAPIA SEXUAL
  • Diferença entre Disfunção Sexual e Inadequação Sexual
  • Ciclos de resposta sexual masculino e Feminino- Master e Johnson e Helen Kaplan (1977)
  • Ciclo de resposta sexual segundo Rosemary Basson (2001)
  • Disfunções Sexuais Femininas e Masculinas e os manuais diagnósticos (CID e DSM V)
  • Desenvolvimento Psicossexual
  • Neurotrasmissores e Sexualidade
  • Hormônios e Sexualidade
  • Contracepção e Sexualidade
  • Reprodução Assistida e Sexualidade
  • Transgêneros, hormônios e transgenitalização
  • Diversidade sexual e Identidade de Gênero
  • Terceira Idade e Sexualidade
  • Abuso, violência e exploração sexual
  • Farmacoterapia sexual
  • Técnicas de Terapia de casal
  • Principais Técnicas sexuais no tratamento das disfunções sexuais
  • DSTs e sexualidade
  • Causas orgânicas de Disfunção Sexual
  • Principais causas emocionais das disfunções sexuais
  • Drogas e sexualidade
  • Principais contraindicações para suplementação de testosterona em mulheres e do uso de inibidores da PDE-5 em pacientes com disfunção erétil
  • Questões éticas na terapia sexual
  • Fisioterapia sexual

Atenciosamente,

Lina Wainberg
Diretora de Titulação da SBRASH
Gestão 2016-2017

7. ANEXO.

FICHA DE INSCRIÇÃO A SER PREENCHIDA

Pelo presente, eu,_______________________________________________, associado da SBRASH, exercendo atividade profissional em Sexualidade Humana há mais de dois anos como __________________(médico, psicólogo, educador ou pesquisador social), tendo pleno conhecimento das normas estabelecidas pelo EDITAL DO IX CONCURSO PARA A OBTENÇÃO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM SEXUALIDADE HUMANA e, estando de acordo com aquelas determinações, solicito minha inscrição no citado concurso, na área de ______________________ (Terapia Sexual, Educação Sexual, Sexologia Social), a ser realizado no dia 20 de outubro de 2017, no Instituto Agronômico-IAC, em Campinas, SP.; ou a concessão do referido Título sem necessidade de realizar as provas, de acordo com o artigo 2º do EDITAL.

8. DOCUMENTOS ANEXOS

a) Comprovante de inscrição no Conselho Profissional (CRM, CRP, CREA, CREAS ou equivalente);

b) comprovante de exercício profissional de, no mínimo, dois anos como na aera da sexologia (declaração do diretor de Instituição, ou chefe de serviço, ou coordenador de ambulatório, etc.);

c) currículo com comprovação dos principais títulos relacionados;

d) comprovante de depósito no valor de R$ 350,00, correspondente à taxa de inscrição no Concurso;

e) comprovante de associado da SBRASH em dia com suas obrigações estatutárias (recibo do pagamento de anuidade 2017);

f) comprovante do título de Mestre, Doutor ou Livre Docente, para os dispensados da realização das provas.

______________, ___de__________de 2017.

Assinatura
______________________________________________

Entrar